Os volantes PEUGEOT: Do simples guiador ao volante multifunções

download-pdf
download-image
download-all
Sex, 22/05/2020 - 09:00

À primeira vista, desde o nascimento do automóvel, o volante é o órgão mecânico que menos evoluiu tanto na sua forma como na sua função. No entanto, nunca deixou de se transformar, nem tentou abandonar a sua forma circular.

Originalmente muito simples e dedicado exclusivamente ao controlo da direção, tornou-se gradualmente mais complexo. Aumentou em tamanho ao passar a integrar diferentes funções secundárias: alertas sonoros, comandos do rádio, comandos do controlo ou limitador de velocidade, passagens de velocidade através de um sistema de impulsos e airbags, entre outros. Os materiais usados também evoluíram significativamente, de uma estrutura inicial em madeira, passando depois para o aço, para o alumínio e adotando, por fim, o magnésio.

Em 2012, o PEUGEOT 208 introduziu uma grande inovação na posição de condução ao lançar o PEUGEOT i-Cockpit®. Colocado ao centro do tríptico composto pelo touchscreen e pelo head-up display, o volante torna-se mais compacto, sendo redesenhado para garantir uma melhor adaptação às mãos do condutor e, em simultâneo, ampliar o seu campo de visão e o espaço para as pernas. Continuando a evoluir, o PEUGEOT i-Cockpit® foi, entretanto, alargado a outros modelos da Marca sendo, à data, mais de seis milhões os utilizadores que abraçaram esta revolução, inédita no mundo automóvel.



Scroll